terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Ano Novo?


Virada de ano. Tudo se renova, as coisas recomeçam, as promessas voltam... Será mesmo verdade?
Nós fazemos desse dia algo mágico, pessoas vestem branco para se ter paz durante todo o ano; como seria interessante se coisas assim funcionassem. Mas sabemos que não.
Contudo, não estou querendo desanimar ninguém, nem desiludir. Porém na verdade poucas coisas na nossa vida muda assim de repente. A vida real não é como nos filmes ou novelas, onde mudanças drásticas e acontecimentos reveladores acontecem em cadeia.
Bom seria se esse “espírito” de renovo, que vivemos nessa época, acontecesse conosco umas três ou quatro vezes nesse período de 365 dias.
Com certeza mudanças não vem com uma virada de noite, a única mudança real que se tem dessa forma é a troca do calendário.
Mudanças acontecem através de atitudes. Escolher seguir um caminho, que muitas vezes é longo; é preciso ser paciente.
Tenha um alvo, objetivos, e não espere só o dia 31 de Dezembro para isso.
Viva sim este momento, comemore, alegre-se... mas com os “pés no chão”.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

A Chuva


O céu está nublado,
Não vejo as estrelas hoje,
Mas de alguma forma posso senti-las

A chuva cai,
Molha o meu rosto,
Às vezes é preciso sentir essa sensação

Prossigo numa longa estrada,
Já não me lembro mais qual,
Sigo pegadas que não existem

Uma doce voz me chama,
Apesar de não reconhecê-la,
Sei que me guia

Meio dividido, meio indeciso,
Não sei se corro ou insisto.
Será que perco muito esquecendo tudo isto?

Sonho com os mestres do viver
É preciso sentir mais do que ver
É preciso crer

O tempo está passando,
E a chuva cessando
E eu, continuo caminhando...

Mesmo sendo um forasteiro,
Posso ser o Sol,
Ser o levantar de um novo dia.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

You have the Key (Você já tem a chave)


What’s my name?
I forgot it a long ago

Inside me there’s no spirit,
or soul, or feelings anymore

By now I’ll take off my shoes,
then my socks
I really need some release

It won’t work,
I know, anyway
I’m still walking without a goal

Wherever my feet take me
Nothing will change at all
Every new place, I’ve already known

Don’t say me “What a pity!”
You’re just looking inside yourself, your picture
The one you see in the mirror

Why are you surprised? I’m you
You always knew it,
And run away won’t help you find the way out

Wake up friend!
Even though you’re not sleeping, open your eyes
Stay close and see it

Believe the Key of Heaven is in your hands,
Stop to loose time looking for it,
Only go to the right door.

------------------------------------------------------------------------------------
Ps: Escrevi este texto em Inglês pela sonoridade das palavras;
parece soar mais forte, mais profundo talvez, enfim, também para não “enferrujar”! rsrs...
Contudo a tradução está abaixo pra não excluir ninguém, espero que gostem!
------------------------------------------------------------------------------------

Qual é o meu nome?
Eu o esqueci há muito tempo atrás

Dentro de mim não há espírito,
ou alma, ou sentimentos mais

Por hora eu tirarei meus sapatos,
depois minhas meias
Eu realmente preciso de uma trégua

Não funcionará,
Eu sei, de qualquer forma
Eu ainda estou caminhando sem um alvo

Aonde quer que meus pés me levem
Nada mudará de verdade
Todo lugar novo, eu já conheci

Não me diga “Que pena!”
Você só está olhando dentro de si mesmo, sua foto
Aquele que tu vê no espelho

Porque a surpresa? Eu sou você
Tu sempre soube,
E fugir não te ajudará a encontrar a saída

Acorde amigo!
Apesar de você não está dormindo, abra os olhos
Fique próximo e veja

Acredite, a Chave do Céu está nas suas mãos,
Pare de perder tempo procurando-a,
Apenas siga para a porta certa

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Uma análise sobre Política


Hoje, após esta ultima eleição para Prefeito em todo o Brasil, podemos ver claro muitas coisas que antes não apareciam abertamente.
Por exemplo, vemos um “nepotismo” cada vez mais descarado. Kassab foi eleito devido a José Serra em São Paulo, como o próprio colocou no seu primeiro discurso como prefeito reeleito. Márcio Lacerda, aqui em BH, era um mero desconhecido da maioria, como apropriadamente disse a candidata Jô Morais: “Ele não seria eleito nem para síndico de prédio se não fosse o apoio de Aécio e Pimentel”; onde fizeram uma “Aliança” muito suspeita, e até podemos dizer desleal talvez, entre doze (12) partidos, cujo dentre eles houve a inédita parceria entre PSDB e PT. “Foi um milagre ter 2º turno”, como protestou o candidato Leonardo Quintão.
Vejam ainda o que acontece no aclamado “Marketing Político”. O agora (depois do episodio Mensalão) super famoso publicitário Duda Mendonça, em entrevista a Rede Tv, demonstrou uma básica estratégia usada por ele e por todos profissionais de sua área. Uma tática no mínimo covarde: Fazem uma pesquisa geral em toda cidade, com pessoas de várias idades e assim descobrem o que a maioria espera de um determinado político, ou cargo político.
Posteriormente colocam isso no programa eleitoral, com todo aquele falso “charme”, tendo a certeza de que a maioria agradará. Que deslealdade, não?! Acredite, isso é cotidiano.
Contudo, pôde-se ver um lado muito bom nessa ultima eleição. Mesmo com toda a “máquina” trabalhando para um determinado lado – em quase todos estados do Brasil onde houve 2° turno –, o povo respondeu nas urnas de forma contrária. Nenhum candidato favorecido ganhou de forma absoluta; mesmo com toda “manipulação” e força destes, as eleições foram acirradas.
Espero que o povo brasileiro um dia vote mais consciente, mais coerente, não se deixando levar por qualquer “propaganda enganosa”. A caminho já estamos, porém neste momento, o próximo passo é cobrarmos daqueles que lá estão.
Só assim aprenderemos a construir um futuro melhor.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Cidade de São João Del Rei


Não poderia deixar de relatar algo aqui sobre essa bela cidade.
A principio achei que talvez seria algo pessoal demais para se compartilhar, sem utilidade real, mas vejo que não.
Experiências boas devem sempre ser compartilhadas sim! Pois bem:

Não conhecia São João Del Rei e Tiradentes até então; lugares com tanta cultura deveriam ser mais divulgados.
Fui a trabalho, visitei todas as Escolas Estaduais por lá. Foram três semanas, mas não foram cansativas, hoje percebo que passou muito rápido.
Fico sem palavras para descrever tantas coisas que aprendi e vi ali; vejo as fotos, mas percebo que elas pouco dizem do que passei.
Foram tantas situações, tantos lugares, tantas pessoas (cada uma tão distinta), por sinal diga-se de passagem, o povo de São João é sempre muito prestativo, hospitaleiro e amigo. E não me refiro apenas aos funcionários das escolas não, mas a todos que tive o prazer de conhecer nesse período.
Sem citar nomes - pois são muitos e posso esquecer alguém - quero agradecer a todos vocês das escolas que passei, do hotel Colibri, dos comércios, dos museus e igrejas, cada amigo que ai fiz, cada um que tive o prazer de conviver. Obrigado.
E a você (que não tem nada a ver com isso, ne? rs) que está lendo o texto, visite também essas belas cidades, São João e Tiradentes.
Não estou ganhando nada pra fazer propaganda aqui, apenas sinto-me obrigado a mostrar essa bela parte de Minas que conheci. Falar um pouco mais do nosso povo e cultura, que muitas das vezes nem nos Mineiros conhecemos.
Quão bom foi esse tempo, até a próxima São João Del Rei!

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Lugar de Descanso


O sol está quente e brilha como nunca...
Mas não me queima, me faz sentir vida;

O ar leve, puro, carregado frescor das montanhas...
Posso tocar a paz, beber da sua água;

Não me pergunte onde estou, não sei...
Só sei que estou aqui, onde meu rosto quer sorrir;

O único som que escuto são os pássaros...
O que me toca é apenas a suave brisa na face;

Tamanha grandeza e pureza não se descreve...
Gostaria de dizer como me sinto,
Mas com palavras não sei;

Por quanto tempo ficarei aqui nesta terra intocável?...
Não importa, o tempo aqui não passa,
Dias parecem décadas inteiras;

Sei que acabará...
Assim que minha cidade urbanizada e confusa chamar.
Quando, finjo que não sei;
O importante é que aqui descansei.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Coração de Metrópole


Arranha-céus me cercam;
Vejo uma fumaça no ar, cinzenta,
Tóxica, um gás aniquilador...

O calor aqui não cessa,
A chuva que cai é ácida,
Não há fim...

Barulho, alarmes, vozes,
Música motriz,
Um som ensurdecedor...

Em meio a este terrível caos cotidiano,
De repente,
Alguém passa por mim...

Pensei ser mais um rosto,
Mas não,
Por traz há uma história, uma vida...

Aprendi errado,
Julgo pela roupa, expressão;
Mas ainda diferencio-te na multidão...

Sua face é única,
Sem igual;
Não está abatida nem poluída...

Nossos olhares se cruzam,
Alguns segundos;
Sinto que meus olhos apenas hoje os verão...

Aqui ninguém se conhece,
Não se compadece;
Você parece uma vidente...

Um anjo?
Não sei se acredito;
Será possível haver alguém aqui com coração?...

O seu sorriso emana paz, alegria;
Outrora o povo metrópole já foi assim,
Diferente...

Acostumamos a viver um fluxo,
De luxo e miséria, de destruição;
Gostaria de saber se ainda temos perdão.

sábado, 6 de setembro de 2008

Somente Hoje


“Não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas dificuldades.” (Jesus Cristo / Mt 6:34)

Você nem precisa ser Cristão para ver como essas palavras são sábias...
Estamos inseridos em uma sociedade de metas, planos e resultados para o futuro. Com isso esquecemos que vivemos o presente, o hoje, e não o amanhã.
O amanhã é incerto; já dizia o provérbio: “Não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje”.
Não quero dizer que devemos ser imprudentes, pelo contrário, planos fazem parte da vida, da sobrevivência, do sucesso. Contudo, um plano só pode se realizar se agirmos no presente. Portanto deixe de viver o possível fim, viva o meio.
Rubem Alves, certa feita, comparou o presente e o futuro com uma bela maçã. Ele disse que não há como saber se uma maçã está bichada, ou não, sem a morder; não existe razão para se encher de medo sobre algo que ainda não aconteceu.
Jamais devemos perder o hoje, por um medo futuro, vivendo uma dor futura. Não estou dizendo que devemos rir o tempo todo, rir em meio à dor, não! Isso é loucura! Não podemos é sofrer por uma dor que ainda não existe. Se for para sofrer, sofra apenas naquele momento que a dor existir, se ela realmente vir a existir.
Não perca mais tempo vivendo o futuro, cada minuto no “futuro” é um a menos no presente.
Seja feliz hoje – ou infeliz, quando for o momento inevitável de o ser – mas seja somente hoje, seja agora. Afinal o passado existe apenas na memória, e o futuro na imaginação.
Viva o presente! "Carpe Diem"!

“È preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã; porque se você parar pra pensar, na verdade não há”. (Renato Russo / Pais e filhos)

sábado, 23 de agosto de 2008

João Ninguém


João não é nobre, nasceu pobre.
João não tem grilhões, tem crachá;

João acorda cedo, antes do Sol raiar...
Não come nada e vai trabalhar;

João não vive, sobrevive.
João não descansa, já se acostumou à dança;

João quer respirar, mas não pode parar...
Se não o bebê vai chorar;

João queria ser artista, jogador, médico ou doutor,
Mas não passa de um simples trabalhador;

João vê o mar, mas não sente o frescor no ar.
Já se esqueceu o brilho de um luar;

João não dorme, morre.
Porém é inteligente, corajoso, criativo,
Mas não tem oportunidade de ser ativo;

E João não pode parar, se não o bebê vai chorar...

Assim viveu João, e agora parou, agora dormiu.
João poderia ter sido alguém, mas a vida fez dele um "João Ninguém".

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Sr. Sistema


Memória, uma só palavra, um imenso significado.
Agimos pelo que há nela, aprendemos a ser quem somos por ela. Porém alguém tenta mudá-la em nós, e com o passar do tempo, quase sempre Ele consegue, o nome dele é Sr. Sistema.
Esquecemos da felicidade em um sorriso, do afago num abraço, do calor de um beijo...
Ele tenta nos tornar crueis, mesmo com as pessoas que mais amamos.
Esquecemos de como era bom rir de um palhaço, de como se brincava de Amarelinha...
Esquecemos de dar a mão para atravessar a rua, e com isso, aprendemos a não dar a mão para mais ninguem...
Esquecemos dos sabores dos doces, do parque, dos brinquedos...
Não lembramos mais do rosto do nosso avô bravo por alguma travessura.
Deixamos a nossa face inocente por uma abatida, desconfiada de tudo e de todos, e incrivelmente isso nos soa normal.
Esquecemos das horas que passavamos juntos construindo um castelo de areia; esquecemos do mar, do que significa estar junto de verdade...
Cedo ou tarde, Ele nos presenteia com um "relógio"; e toda a nossa existência a partir de então, aprisiona-se nele...
E por fim esquecemos o Amor, a Vida...
Então o Sr. Sistema se despede de você.
Normalmente Ele consegue fazer isso com todos, e nem o percebemos.
Se não fizermos nada, o mundo nos leva a esquecer o que sentíamos, o que gostávamos, e até mesmo o que somos...
Se não fizermos nada, nunca conheceremos quem um dia, poderiamos ser.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

7 coisas que deveriamos nascer sabendo...



1- Não existe verdade absoluta;

2- As coisas simples são as que mais tem valor;

3- Sempre é possível recomeçar ou ir mais longe;

4- Seus pais sabem muito;

5- Vale a pena fazer tudo por um grande amor;

6- Sonho sem ação não passa de sonho;

7- Felicidade não existe, mas sim momentos felizes; não desperdícios!

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Acorde! Brasil acorde...



A luz da vela,
condenada a apagar;
A quem devo iluminar?

A lágrima corre pelo rosto
e se perde no ar;
Por quem posso chorar?

Ecoa mais um grito inocente,
sangue a derramar;
A quem quer enganar?

Menos um na multidão,
o Silêncio a ignorar;
Por quem devo chamar?

Seus filhos perdidos,
mais alguns a abandonar;
A quem posso consolar?

Valores esquecidos,
mortes a reinar;
Por quem quer se entregar?

Pátria Ouro Verde-Mata,
acorda, diga-nos quem mata!
Assim nao podemos continuar...

Fala, ou sua vida de repente ceifará,
com a última bala!

domingo, 20 de julho de 2008

Dia do Amigo


Um dia me perguntaram o que era um amigo...
Tentei descrever, explicar, imaginar, não usar palavras bobas, enfim, não consegui!
Amigo é aquele que gosta da gente, sem ter muito porque as vezes, sem importar se você é azul ou amarelo, se você está certo ou errado, se você é bonito ou não, se vive sorrindo ou chorando...
Amigo a gente nao escolhe, é simplismente alguem que te conquista com um simples olhar. E não precisamos mudar nossos amigos, basta a gente saber que amigos mudam um pouco de vez em quando. Então deixe a amizade seguir, faça-se único pra cada pessoa! Nao importa se o que você vai dar é so uma rosa ou um beijo, fale sempre palavras de carinho pra quem você ama; não sabemos até quando vamos estar com eles ou eles com nós.
Viva cada momento como se fosse o ultimo!
E quando nao souber o que dizer, diga simplesmente:
Te amo!
PS: Não é necessário ser comentado esse texto, apenas reflita sobre ele. Obrigado.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

A Felicidade também recomeça!



O que é nossa vida senão recomeços?!
Recomeçamos todos os anos, todos os meses, todos os dias...
Dizem que isso ocorre porque inventamos o tempo, mas isso é absurdo, apenas "marcamos" o tempo!
Afinal só temos o hoje, o passado se foi e o amanhã não existe!
A vida se repete, o mundo não para de girar, o Sol de nascer e o tempo de passar...
Nada como amanhecer e amanhecermos com ele, mais maduros, com menos vergonha dos nossos erros e sem o compromisso de nos explicarmos.
Sermos assim, e não mais termos medo de errar, errar é viver é aprender, é descobrir é crescer!
Ver amores se tornarem amigos e amigos amores, e nunca ficarmos tristes com isso, sempre cientes de que é o melhor caminho para o verdadeiro amor!
Que fique a esscência, do recomeçar, da oportunidade de sermos felizes, pois assim perceberemos que já somos felizes! Foi daí, eu creio, ter nascido a conhecida frase, "Eu era feliz e nao sabia", que bom sabermos disso agora!

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Avesso



O frio do Sol,
O frio que nao se sente,
O frio que se esquece;
O calor da Lua,
O calor que nao se sente,
O calor que enlouquece;
A Tristeza ri em alegria,
A Alegria chora em tristeza;
O Sono que acorda desesperado a noite,
O Desespero que consola o dia;
Fome se torna lucro,
Lucro que corre em veias,
Poderosas veias indiferentes;
Esperamos o que?...
Vendo passivamente verídicas mentiras se tornarem verdades,
Sentimos o que não é.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Bienal do Livro Minas 2008


Nao podia deixar de comentar algo sobre um evento como este...
Quem esteve lá sabe o que é aprender muito em tao pouco tempo.
Poder ouvir e interagir com pessoas como Rubem Alves, Ziraldo, Cissa Guimaraes, Zeca Camargo, Zuenir Ventura, Antônio Calloni, Nelson Motta, Eneida, entre outros; nao tem preço. A sabedoria do mestre Rubem, o humor de Ziraldo, a descontraçao da Cissa, enfim, sao de uma riqueza imensurável.
A agitaçao do povo para ver, ou somente ouvir Rubem Alves e Zeca, parecia se tratar de tudo, menos de Literatura; é muito bom ver que o Brasil, sobre tudo nos Mineiros, pensamos assim. As mentes estam mudando, nao seria nem um pouco mentira, dizer que as pessoas estavam literalmente brigando para os ver; isso foi extraordinário, excepcional!
Nao estou ganhando nada pra falar bem da "Bienal do Livro" aqui, escrevo apenas para registrar esse momento único, louvável e tao belo.
O povo tem, cada vez mais, sede de Cultura, de eventos assim.

sábado, 10 de maio de 2008

Sopro da Vida



Quantas vidas temos?
Quanto tempo ainda nos resta?
Até quando vale a pena gastar o seu tempo fazendo o que nao quer?...
Será que um mero diploma compensa tantas horas de estudo? Fazendo algo que apenas lhe dará "estatus"?...
Será que um salário, no final do mês, de fato recompensa tanto tempo gasto? Tanto esforço vivido?...
Certo ou errado, comum ou extraordinário, saudável ou insano, perdendo ou ganhando... Nao importa! Seja você mesmo, apenas isso é relevante.
"Chute o balde" quantas vezes for necessário, você só será você uma vez.
Faça a história, faça valer a pena!!

terça-feira, 15 de abril de 2008

Até quando?!


Até quando agüentaremos a “Ditadura” depois de muito tempo que ela se foi?...
Até quando a imprensa será censurada a perguntar aos políticos apenas o que lhes convém dizer?...
Até quando teremos que suportar policiais que se alto julgam a “Lei”, verdadeiros deuses? A verdade é que a maioria deles nem sabe contar até dez!...
Até quando veremos o mundo mergulhado nas drogas e traficantes fazendo leis, munidos com um arsenal que inveja o Exército Russo?...
Até quando ficaremos inertes vendo nossas crianças morrendo e matando, sendo vendidas como escravas?...
“A voz do povo é a voz de Deus”, então será que Deus é mudo? O poder está em nossas mãos para respondermos tais perguntas, para por um fim nisso tudo, para mudarmos o imutável!

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Celular...


Como uma coisinha dessa dominou o mundo com tão pouco tempo? O que será que ele fez de tão magnífico para muitos, hoje em dia, afirmarem que não vivem sem o mesmo? Como responder a tais questões, também não sei...
Mas sei que não podemos deixar que algo nos domine! Ainda mais se tratando de algo assim; que por não sabermos usá-lo, ele perde todo o seu lado positivo e nos coloca em um mundo virtual, com a sensação de estarmos sendo “seguidos” e no final só consegue nos afastar uns dos outros.
Pense nisso! Existe um lugar no mundo onde as pessoas vão apenas para se livrarem de seus celulares, arremessando-os para bem longe! Taxamos eles de “loucos”, mas será mesmo? Será que não somos nos os “loucos”, em vez deles não? Hein?!...

sábado, 22 de março de 2008

Minha Vida


Oh! Minha Vida, quem é você?...
Você que me dá paz e rancor, alegria e dor?

Você me faz sorrir com o Amor, mas quando acordo, ele já se foi; se foi e eu nem vi, não percebo você chegar nem partir...

Será que um dia saberei quem você é?
Será que realmente saberei o certo e o errado?
O que tem valor e o que não tem?...

Quando preciso ser cruel, não sei ser; então quando aprendo a ser, você me pede pra voltar a ser bom...
Quem é você Minha Vida, que me maltrata assim, que me agrada assim?

Quando penso saber tudo, vejo o quanto falta a aprender...
O Mundo rumo à ruínas, mas sozinho, o que posso fazer?

A Liberdade tem o som de um bebê recém nascido; mas você, Oh! Minha Vida, me diz que não, e quando olho bem, vejo um inocente em correntes, e infelizmente concordo contigo. Porém, ao mesmo tempo, ele sorri, então entendo que se você é livre, de fato é livre e nunca se sente preso em paredes.

Como se eu tivesse uma Bola de Cristal, vejo o futuro; vejo alguém que se parece muito comigo, assustado eu atiro contra ele, só então percebi, eu tinha me matado com uma bala chamada "Sistema"!

No final disso tudo, Oh! Minha Vida, quem me dera saber, quem dera alguém saber... como e quem tu és!

Intensamente


As vezes temos que ser cegos mesmo exengando muito bem...
Nao basta dizer que ama, tem que perdoar e saber perdoar-se.
Saber que as coisas e as pessoas passam muito rápido, pricipalmente as que mais amamos.
Nao de apenas um aperto de mao, quando se pode dar um abraço, e quando der um abraço, aperte bem forte. Ame e mostre que você ama; beije e viva, viva e beije de novo... ate q você nao consiga mais perceber a diferença entre os dois! Somente assim alguem pode reconhecer o seu verdadeiro amor.
Faça de cada segundo ao lado de quem você ama, uma eternidade; nao troque esses segundos por nada no mundo.
Dias escuros podem se transformar em dias maravilhosos, e isso so depende de nós, nunca esqueça disso!

As Correntes do Amar


Amor, ou você vive com ele ou morre por ele... Nao há como escapar; De uma forma ou de outra, num sorriso ou num olhar, nao há como se esquivar;...
Todos os seus dias, ao respirar, sugando seu ar... Mesmo sem perceber você vive a amar; Branco e preto, óleo e água, céu e mar, amar ou odiar... Nao há como evitar;...
Sua vida, sua alma seu ser... Nao tente me enganar! Seu tormento e dádiva, o sublime Amar.

Alma da Infância


Ser criança... Não há nada melhor, mais puro, mais tranquilo; O som era mais harmônico, a grama mais verde, a risada mais forte e até mesmo com lágrimas nos olhos, a dor era sempre leve. Não sabendo olhar as horas, o tempo parecia nao passar, e a vida, mais bela... "Eu era feliz e não sabia". Permaneça com a criança que foi um dia em algum lugar do seu coraçao!

Marcas Profundas


Não quero dizer todas as coisas, mas quero que todas as coisas me digam algo... Não quero ser o melhor, quero somente sempre ser eu mesmo... Não sei se estou certo; mas se não estiver, sei que não estou de todo errado.
Uma coisa é fato: o Sol se levanta e se põe, a Lua nos encanta com seu brilho, mas dispersa ao amanhecer... assim também os meus dias passam, da mesma forma que eu passo por eles. Então de que adianta enganar-se? Onde está glória de matar pelo país, naquilo que chamam de "Guerra"? Onde está a glória de tirar um pai de seus filhos e esposa, ou um filho de sua mãe? Não há glória nisso!
A vida passa... e o suave vento que nos conduz por ela, traz consigo dores que deixam marcas profundas; contudo, essas mesmas marcas também trazem uma grande oportunidade, de pensarmos no que temos feito, de mudarmos o que parece imutável, de aproveitarmos cada instante para fazermos o futuro melhor, e saber que nunca é tarde para sermos felizes, cada simples vez que olhamos pra elas.

"A Vida"


Um belo dia, em uma tarde qualquer, dois velhos amigos conversavam sobre a "Vida". Ao longo dos anos, ambos viram muitos entes queridos passarem, e nos cabelos brancos era visível a experiência de muito tempo vivido. Refletiram profundamente o restante daquele dia, pois tão complexo era o tema. Muitas polêmicas - "De onde viemos?", "Para onde vamos?", "Existe vida após a morte?", "Qual o objetivo e a razão da vida?"... entre várias outras - surgiram, até que esgotados, os argumentos de cada um cessou, porém não chegaram a conclusão alguma. O Silêncio quase podia ser tocado entre eles, apenas olhavam para o chão enquanto a caminhada lentamente prosseguia... até que duas crianças agitaram o ambiente com muita bagunça e algazarras, era mais que notável a alegria nos rostos delas, tinha ali uma pureza contagiante. Então logo um deles, quebrando o silêncio, disse:
- "Isso é Vida!"

Valorize


Será que você percebeu o lindo canto dos pássaros e como o céu estava bonito, naquele dia em que as coisas não deram tão certo pra você? Será que você parou seu importante trabalho para ver o simples desenho da sua filha por alguns segundos? No último dia dos namorados, você não levou nem uma rosa pra aquela mulher que você tanto ama, pra falar a verdade você quase esqueceu o aniversário dela também... A vida passa diante de nós como um teatro, ou você está no palco ou na platéia como um mero espectador. Porque correr tanto assim? Porque lutar tanto assim?... Levar alguns socos também é importante, você não tem que ser perfeito em tudo. Valorize a quem você tem, a quem você ama! A felicidade está nos detalhes, o que mais importa são as pequenas coisas da vida. Viva todos os seus dias como se fosse o último!

NÃO DEIXE DE LER ESSE TEXTO!!! FAÇA A SUA PARTE...

Não vejo diferença entre um rico ou um pobre, um branco ou um negro, um presidente ou um simples pai de familia...
Ninguém dorme em mais de uma cama por noite, ninguém come cem pratos por dia, ninguém é eterno!
"Todos somos iguais perante a Lei" - diz a própria - porém, a prática nos mostra o contrário. Alguns pelo simples fato de qual família nasceram vivem ou morrem, comem ou passam fome, são sadios ou doentes, são patrões ou empregados, vestem casacos de pele ou passam frio, no inverno estão em frente a uma lareira ou em uma calçada qualquer...
Porque há tanta diferença? Porque essa cruel e injusta desigualdade?
Talvez fosse os políticos, o "Sistema Capitalista" (o rico cada vez mais rico e o pobre cada vez mais pobre) ; ou inclusive o "Socialismo", cujo é bom só na teoria, na prática as pessoas são iguais sim, porém iguais na miséria, vivendo sob uma ditadura repressora...
Não consigo encontrar o porquê do mundo adotá-los assim! Ou talvez seja o reflexo da crueldade humana - inúmeras vezes demonstrada em guerras por causas inúteis ou em atentados terroristas - não sei...
Contudo não podemos parar de lutar pela tão sonhada igualdade nunca! Não escolhemos nascer como nascemos, mas escolhemos ser quem somos. Sei que hoje, ela, a Igualdade, só existe escrita na Lei e sei também que infelizmente não posso mudar o mundo, mas posso mudar o meu "mundo" e você o seu, até que um dia nós o nosso!!

"Pecar pelo silêncio, quando se deveria protestar, transforma homens em covardes". (Abraham Lincoln)

quinta-feira, 20 de março de 2008

Adoro você Thamiris!...

Tive que roubar a foto dessa garota (desculpe a ousadia, ta Thamiris?! rs) pra colocar na minha primeira postagem. Afinal se nao fosse por ela nao estaria escrevendo aqui agora!
Espero que por meio desse Blog eu possa compartilhar minhas ideias e debater outras se for o caso...
Estar sempre aprendendo e ensinando, nao importa se vai ser com uma pessoa ou com milhares essa troca, o importante é que ela exista...
Principalmente ser eu mesmo aqui tambem!
Claro, prometo atualiza-lo sempre que possivel! rsrs